Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Value

por TM, em 30.10.13

Saudações Blogueiras

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 12:10

Profissão: Ponta de Lança... Fixo?

por TM, em 21.10.13

A evolução do futebol foi-lhe retirando, ao longo dos tempos, o cariz ofensivo e despreocupado, transformando o jogo para algo muito mais táctico e menos anárquico (os 5 avançados passaram a no máximo 3). Nos primórdios, o objectivo do jogo era apenas e só marcar golos e não haviam muitas preocupações em defender e essa mentalidade era notória nas tácticas utilizadas na altura.

Naturalmente, a evolução do jogo transportou-o para uma outra dimensão competitiva e muito mais centrada no resultado. A organização passou a ser a base de tudo e desta forma tornou-se impossível jogar com tantos jogadores de cariz ofensivo. Outra coisa é incorporar muitos jogadores no processo ofensivo, mas isso faz-se através da subida de médios e laterais, não propriamente colocando avançados e mais avançados em campo, no 11 inicial. Vem esta análise porque nos últimos tempos tenho gostado especialmente de ver dois jogadores dos quais não tinha a melhor das opiniões e que basicamente são pontas de lança "fixos"! Contra o mito de que para um equipa ser ofensiva é necessário jogar com dois homens na frente (nunca percebi esta lógica e tantas vezes a ouvi na rádio...) estes dois jogadores são pontas de lança altos, com uma forte componente física e normalmente jogadores que jogam mais fixos na área. Não significa que não se movimentem, porque efectivamente estes dois o fazem e muito bem, mas normalmente jogadores com estas características são o "pinheiro" que está plantado na área adversária à espera que a bola lhe chegue para fazer golo! Ora falo de Olivier Giroud e de Álvaro Negredo.

Um francês e um espanhol, o primeiro já com 1 temporada de Premier League, que não lhe correu especialmente bem e o 2º com muitos golos em Espanha e em estreia este ano em terras de Sua Majestade. Curiosamente ambos, foram olhados ao início com desdém (eu incluído), pois não só o Arsenal tentou contratar outro jogador para a posição até ao fecho do mercado como também o City tinha Dzeko, este sim um ponta de lança mais fixo, e que aparentemente iria fazer dupla com Aguero. 

Só que o início de época destes dois jogadores relevou toda a sua utilidade. Giroud tem sido o jogador ideal para um Arsenal de toque e passe constante e que com o upgrade da contratação de Ozil está ainda mais forte. Fantástico no jogo aéreo e a segurar a bola, tem sido mais um dos jogadores que Wenger conseguiu potenciar e entendesse muito bem com os companheiros do meio campo. Joga muito sozinho na frente, mas movimentasse na procura da bola e de espaços e muitas vezes acaba por não marcar mas assistir os colegas. Revelou-se um jogador muito útil e está num bom momento, o que comprova o crescimento dos "gunners" está temporada.

Quanto ao espanhol Negredo, era um daqueles jogadores que achei uma má opção para o City. Com Aguero e Dzeko, esperava um avançado com outro perfil na equipa de Pellegrini. Mas com o passar dos jogos e das exibições do ex-Sevilha, não só Dzeko foi relegado para o banco, como conquistou claramente um lugar de destaque na equipa dos "citizens". Tal como Giroud, Negredo é o estilo de ponta de lança fixo que afinal não o é! Muito forte também no jogo aéreo e a segurar a bola, o espanhol tem mostrado ainda um estilo muito combativo e uma qualidade fora do vulgar para jogar com os companheiros, não mostrando egoísmo na hora de tentar acertar nas redes adversários (até porque efectivamente no City jogam dois avançados, maioritariamente Aguero, esse sim bem mais egoísta na hora de rematar que Negredo). Têm sido uma agradável surpresa e tem marcado com regularidade, não só no clube como na sua fortíssima selecção!

São claramente dois jogadores a seguir com atenção e uma prova de que não devem existir preconceitos com jogadores que parecem formatados e apenas válidos para certas posições. Dois jogadores que aparentam ser pontas de lanças fixos mas que são muito mais que isso, avançados completos para as suas equipas e de uma utilidade inegável! Da minha parte, "mea culpa"...

 

Saudações Desportivas

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 12:45

Decisions Matter!

por TM, em 14.10.13

A vida de todos nós é marcada por decisões. Tudo o que fazemos, desde a coisa menos importante até à mais, implica da nossa parte a decisão de o fazer ou não. Temos sempre a possibilidade de optar, o sim ou o não, o ir ou ficar. E talvez essas decisões pequenas, que vamos tomando desde que acordamos, no nosso dia a dia, como decidir se nos levantamos mal toca o despertador ou se ficamos mais 5 minutos na cama, acabam por influenciar as restantes decisões, porque estão encadeadas umas às outras, e são uma preparação para decisões mais importantes que necessariamente vão surgir na nossa vida e com as quais teremos que lidar.

No limite, o mais difícil não será tomar a decisão, mas sim lidar com as consequências dessa mesma decisão. Porque naturalmente, aquilo pelo qual optamos influência também quem nos rodeia e gera reacções que podem ser mais difíceis de lidar.

Posto isto, o que é afinal mais importante? Tomar decisões ponderadas, espontâneas ou preocupar-nos essencialmente com as reacções às nossas decisões? A resposta está a meu ver no seguinte: consciência tranquila e sentimento de justiça!

Será normal que perante uma decisão nossa, alguém não fique satisfeito. Faz parte da vida, seja por egoísmo nosso ou alheio. E por isso mesmo a única coisa que devemos tentar garantir é que agimos bem, segundo a nossa personalidade e valores, fazendo algo que consideramos justo! Obviamente, para que estes elementos se conjuguem, podemos ser obrigados a colocar-nos em situações menos favoráveis em relação aos outros. E é exactamente por isso que, se estivermos de consciência tranquila e sentirmos que fomos justos, podemos ou devemos estar descansados.

A única sugestão que penso deva fazer, é algo que ligo ao futebol e que tem sido de cada vez maior importância: temporização! Será, numa tomada de decisão, seja a jogar futebol ou na vida, o melhor que devemos fazer para que tudo à nossa volta continue a "andar" e nós tenhamos a calma e a capacidade para ponderar, reflectir e... decidir da melhor forma! Mas como todos sabemos, só há uma coisa que não se pode comprar essa coisa chama-se tempo. Portanto é preciso criar momentos propícios para a temporização. Não serão fáceis, mas são importantíssimos! Tão importantes como certas decisões que tomamos ao longo da nossa vida!

 

Saudações Blogueiras

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 12:31

Pág. 1/2



"What they did to me... What I am... Can't be undone!"


calendário

Outubro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031