Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Soldadinho de Chumbo

por TM, em 10.09.07

A Selecção Portuguesa empatou no passado Sábado, em pleno Estádio da Luz, a duas bolas contra a sua congénere da Polónia, resultado que deixou, de forma inesperada, toda uma nação preocupada com a possibilidade de Portugal não se apurar para o próximo Europeu de futebol. Sejamos claros, nem optimistas nem péssimistas, apesar do empate de Sábado, Portugal continua em excelente posição para se apurar, até porque são qualificadas as duas primeiras selecções de cada grupo. Mas sinceramente, não sei se é isso que interessa neste momento. É que se no Estádio da Luz foi hábito assobiar Fernando Santos, penso que poderia ter continuado o hábito e começar a assobiar, de forma veemente, Luiz Filipe Scolari. O "Sargentão", como lhe chamam em terras de Vera Cruz, não parece mais do que um soldadinho de chumbo, tal a forma pouco hábil com que consegue gerir os recursos que tem ao seu dispor. Se é verdade que é bom a motivar os seus jogadores, a incutir-lhes um espírito guerreiro e a formar uma equipa unida, o que é certo é que não tem um bom trabalho no banco, não faz substituições positivas para a equipa, tem jogadores com lugar cativo e refugia-se muito no seu estatuto, que vale o que vale, demonstrando quase sempre uma atitude arrogante com respostas inconclusivas ou do estilo - "Sim. Porquê? Porque eu quero! Sou eu que mando!"

Não se pode contudo dizer que Scolari não esteja a fazer, até ao momento, um bom trabalho com a nosa selecção, com um 2º lugar num Europeu e um 4º lugar num Mundial. Mas a questão é: com outro treinador, e tendo a nossa equipa as opções que tem, não seria natural conseguir estes resultados e até aspirar a mais? Porque com Scolari a selecção nacional conseguiu duas vitórias sobre a Holanda, duas vitórias sobre a Inglaterra, ambas em penaltys, e uma vitória sobre Espanha. Tirando estes cinco jogos, falando apenas dos oficiais, pois são realmente os que interessam, Portugal ganhou jogos que tinha que ganhar, acabando por não vencer alguns onde tinha claras obrigações: Grécia, duas derrotas no Europeu, empate com o Liechtenstein, empate com a Arménia e as derrotas com a Polónia e o empate na Finlândia. Quanto a estes dois últimos resultados que referi não foram propriamente resultados maus, ao contrário dos referidos anteriormente, mas foram principalmente jogos em que se exigia mais da equipa, acima de tudo mais vontade, e uma atitude diferente de um treinador para o qual empatar fora era suficiente, dando como certas as vitórias em casa.

Nesta aspecto Scolari falhou onde falha quase sempre quando não ganha ou quando está pressionado, na relação e nas declarações com a comunicação social! Fez contas de cabeça ainda antes de começar a jogar, num grupo onde apesar de Portugal ser claro favorito ao 1º lugar, devia ter contado com a valia da Sérvia e com a melhoria da Finlândia e da Polónia. A juntar a isto a incapacidade de justificar as suas opções, apoiadas apenas no facto de lhe pagarem para tomar decisões sem ter que por elas responder (qual Arnold Schwarzenegger no filme "Os Simpsons" - "I was elected to lead, not to read!"), Scolari foi sempre criado à sua volta um sentimento de mal estar e ganhou inimigos, e o pior de tudo, não conseguiu ter empatia com os portugueses.

Mas como se tudo isto já não basta-se, as suas opções são no mínimo, muito discutíveis! Desde o afastamento de Baía, à ínfima aposta em Ricardo, à constante manutenção de Paulo Ferreira e colocação como defesa esquerdo (medo, muito medo!), juntando-lhe o afastamento de Maniche, com regresso, com direito a novo afastamento e a novo regresso, terminando com o lugar cativo de um jogador que não consegue produzir na selecção o mesmo que já o vimos produzir noutras paragens - Deco.

E se as opções já são, muitas vezes, más, com jogadores fora de forma titulares absolutos e outros com qualidades em ponto de rebuçado a aquecerem o banco, no jogo do passado Sábado Scolari conseguiu ainda juntar ao seu vasto leque de virtudes mais uma característica - fraca leitura de jogo e mau trabalho nas substituições! Não tendo, em minha opinião, opções válidas para a frente de ataque, a opção em colocar Ronaldo na frente parece adequada, mas com o resultado empatado, porque não fazê-lo mas com Nuno Gomes em campo, para com dois homens na frente forçar um pouco mais no ataque e provocar maior preocupação na defesa na defesa polaca. Mas não! Retira Nuno Gomes (não sou fã, não estava a jogar bem, mas se é o único que temos é com ele que temos de tentar!), coloca Quaresma e reza para que um momento de génio de um dos três da frente (Cristiano Ronaldo, Quaresma ou Simão) lhe dê a vitória caída do ceú! E assim foi, Ronaldo resolve, 2 a 1, e a vitória parecia garantida. Mas não estava satisfeito Felipão com as suas trapalhadas e numa atitude à Paulo Bento (provavelmente é a única coisa que critico no treinador do Sporting, que acho tem vindo a demonstrar muita qualidade) retira Simão e coloca João Moutinho. Inventa assim uma nova táctica, losango com dois extremos em vez de dois avançados, dá todas as indicações de que só quer defender o resultado e deixa que a Polónia venha pra cima de Portugal. Mas nem foi preciso, pois foi exactamente no meio campo reforçado que veio a aparecer o golo do empata, já perto do final, numa bomba indefensável para Ricardo (para muitos foi réu, para mim está ilibado nos lances dos golos)! A Luz gelava e Scolari terminava o jogo a dizer que não podia criticar os jogadores. Sorte a dele, pois os jogadores, como é óbvio, também não podem criticar o treinador!

 

PS: Apesar de tudo acho que passamos em 1º e fazemos no próximo ano um bom Europeu. E Scolari terá mérito nisso. Mas daí a ser um bom treinador e a merecer o ordenado que recebe, vai uma grande distância! Porque qualquer um se arrisca a ser campeão do Mundo com o Brasil...até mesmo um "Sargentão" que mais parece um soldadinho de chumbo!

 

Saudações Patrióticas

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 10:32

Pág. 2/2



"What they did to me... What I am... Can't be undone!"


calendário

Setembro 2007

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30