Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Análise aos finalistas

por TM, em 03.05.07

Liverpool e Milão vão reeditar a final da Liga dos Campeões de 2005, em que o Liverpool viria a vencer no desempate por grandes penalidades. Curiosamente, Chelsea e Manchester United estavam em vantagem na primeira mão, o que de nada lhes valeu. Ao Chelsea notou-se que faltou força, alguns elementos nucleares (principalmente Ricardo Carvalho) e qualidade. A equipa limitou-se a jogar para Drogba e parece que estava mesmo apostada em manter o 0 a 0 até final. Nos penaltys, como sempre, é impossível clamar por justiça.

Ontem, o Manchester United foi uma sombra de si mesmo. Jogando contra a equipa que possuiu talvez o meio campo mais forte do Mundo, o Manchester amedrontou-se, pareceu também apostar tudo no nulo, mudou o seu habitual 4 4 2 para um 4 3 3, reforçando o meio campo, mas notou-se na equipa os mesmos pecados do Chelsea: jogadores importantes lesionados, cansaço e desinspiração total, juntando ainda uma total apatia do treinador Alex Ferguson, que mesmo com algumas soluções no banco, tardou sempre em mexer, ao contrário de Mourinho, que se encontrava algo limitado em termos de opções, principalmente atacantes.

Mas como dos vencedores reza a história, interessa analisar os finalistas desta grande competição. O Liverpool, treinado por um treinador que vai dando paços firmes na sua afirmação, primeiro com passagem de sucesso pelo Valência, onde ganhou dois Campeonatos e uma Taça UEFA em três anos, viajando depois até Inglaterra para conquistar uma Taça de Inglaterra, uma Supertaça Inglesa, uma Liga dos Campeões e uma Supertaça Europeia, estando agora em mais uma final da Liga dos Campeões. Benítez transmite um ar sério, trabalhador e honesto. É metódico e tacticamente culto, mas ainda não conseguiu gerar consenso entre o público mais exigente. Se é verdade que conseguiu brilhar ao conquistar títulos nacionais no Valência bem jogo competições Europeias por Valência e Liverpool, na Liga Inglesa não conseguiu ainda devolver o Liverpool a um lugar de maior destaque. Penso que o ano de afirmação será o próximo, certamente muito influenciado pelo resultado da final da Champions, mas principalmente porque o clube tem agora, estando na mão de investidores Americanos, um poder negocial e comprador muito maior, que poderá munir o plantel que opções de qualidade, como é o caso de Vincenzo Iaquinta, jogador que se fala já estará garantido para a próxima época. É portanto uma época em que Rafa Benítez será posto à prova. Tal como Carlo Ancelotti, que continua a ser criticado, apesar da campanha do Milão na Liga dos Campeões. Depois de duas épocas infelizes na Serie A Italiana, apesar de todos os condicionalismos, Ancelotti tenta salvar a pele e a época com a conquista da Champions. Carlo que nunca foi um treinador considerado de renome, começou a destacar-se pela Juventus, clube de maior destaque que tinha treinado até então, corria o ano de 1999, onde ficou até 2002, passagem essa sem nenhum sucesso. Mesmo assim entrou no Milão em 2002, onde permanece até agora, tendo conquistado um campeonato e uma Liga dos Campeões, tendo agora a oportunidade de aumentar este número (já tendo perdido uma final para o Liverpool). É um treinador que é constantemente falado para treinar o Real Madrid mas também para deixar o Milão. Parece-me um treinador banal, principalmente pelas más apostas em termos de contratações (culpas que devem ser divididas entre a Direcção e o treinador).

Por agora não há muito mais a dizer, sendo que me pareceu justa a passagem de ambas as equipas e que num post próximo da final farei uma antevisão mais focada nos jogadores e nos onzes que considero melhores para cada um dos conjuntos. Agora resta esperar ansiosamente pela final de Atenas!

 

Saudações Futebolísticas

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 14:00


"What they did to me... What I am... Can't be undone!"


calendário

Maio 2007

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031