Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Surpresas...ou não!

por TM, em 06.10.06

Hoje antes de ir ver o jogo da selecção nacional de sub-21 frente a sua rival da Rússia tinha em mente escrever um texto sobre os três jogadores que se têm destacado neste início de época nos três grandes do futebol português. No caso, Anderson no F.C . Porto, Nani no Sporting e Paulo Jorge no Benfica. Anderson o menino contratado a meio da época passada ao Grêmio e que o Benfica também queria, tem mostrado muita técnica, força e margem de evolução. Quanto a Nani é o novo craque da selecção principal de Portugal e provavelmente o jogador em maior destaque neste início de campeonato. Marca golos, resolve jogos, faz assistências, sofre penaltys , ajuda a expulsar jogadores, ou seja é o jogador nuclear na equipa dos leões. Mas tem estado mito bem acompanhado, como vou falar no final deste post ...Por último Paulo Jorge, extremo contratado ao Boavista pelo Benfica na pré-temporada. Tem sido uma revelação, pois apesar das boas prestações na equipa do Bessa, não era de prever, como o próprio disse ontem em conferência de imprensa, que viesse a ser titular no Benfica com tanta rapidez. Não é um craque como os outros dois jogadores que aqui falei mas é um lutador, que tem marcado golos, feito assistências e veio ocupar uma posição onde o Benfica não tinha um jogador capaz desde a saída do mítico Karel ! É um jogador de raça e gosto disso, pois é destes jogador que o Benfica precisa para recuperar a sua mística!

Mas como dizia, outro jogador continua a passear a sua classe, como se viu hoje no passe para o primeiro golo de Portugal. João Moutinho não é um primor de técnica mas teve hoje um momento de pura magia ao fazer um passe de calcanhar para o golo de Paulo Machado. E como fã do jogador do Sporting, não pude deixar de aplaudir. É, um pouco ao estilo de Paulo Jorge, um jogador raçudo , que corre kilómetros e que luta até à exaustão. E com a idade que tem é já um craque. Pode-se dizer que tem sido o fiel escudeiro de Nani , não tendo a mesma influência do companheiro de equipa pois não marca golos nem faz vibrar tanto o público com os seus dribles, mas é um jogador que joga na sombra, a recuperar bolas e a fazer fluir o jogo da equipa. É acima de tudo um concentrado de talento puro, como há muito não se via em Portugal. E o passe de hoje, não lhe sendo um atributo habitual, foi a cereja no topo do bolo para um jogador de trabalho mas que merece estes momentos de classe!

 

Saudações Talentosas

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 15:54


"What they did to me... What I am... Can't be undone!"


calendário

Outubro 2006

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031