Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Postal dos Correios

por TM, em 22.06.06
images.jpg

Querida mãe, querido pai. Então que tal?
Nós andamos do jeito que Deus quer,
Entre os dias que passam menos mal,
Lá vem um que nos dá mais que fazer.
Mas falemos de coisas bem melhores,
A Laurinda faz vestidos por medida,
O rapaz estuda nos computadores,
Dizem que é um emprego com saída.
Cá chegou direitinha a encomenda,
Pelo "expresso" que parou na Piedade;
Pão de trigo e linguiça p’ra merenda,
Sempre dá para enganar a saudade.
Espero que não demorem a mandar
Novidades na volta do correio,
A ribeira corre bem ou vai secar?
Como estão as oliveiras de "candeio"?
Já não tenho mais assunto p’ra escrever,
Cumprimentos ao nosso pessoal;
Um abraço deste que tanto vos quer,
Sou capaz de ir aí pelo Natal,
Um abraço deste que tanto vos quer,
Sou capaz de ir aí pelo Natal.

PS: O postal que a minha prima me mandou podia ter tido mais ou menos as mesmas palavras utlizadas pelos Rio Grande nesta música, mas apesar de não ser muito diferente, tinha o seu cunho pessoal. No postal uma foto com os grandes monumentos franceses e lá dentro escritas as palavras com a saudade do momento e o carinho do costume. Como a minha capacidade para escrever cartas é nula, aqui vai um post com a foto da Torre de Belém e com o retribuir das saudades à minha prima Eliana, agora por terras de Zidane! Este é o meu Post(al) para ti! Até dia 15...

Saudações Nostálgicas

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 23:18


"What they did to me... What I am... Can't be undone!"


calendário

Junho 2006

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930