Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mártires

por TM, em 18.04.06
A morte de Francisco Adam, mais conhecido pela sua personagem "Dino" na série Morangos com Açucar", voltou a mostrar a capacidade que a televisão tem para aproveitar as tragédias para seu benefício pessoal e também a sua capacidade para criar um mártir! Não percebo todo o alarido criado à volta da morte deste jovem rapaz. Mas apesar de não perceber, eu prórpio questionei-me interiormente a razão pela qual esta morte não me causou especial impacto - fiz a comparação com a morte de Miki Féher e cheguei a conclusão que eram situações claramente diferentes. Desde logo fiz a comparação com Feher porque a sua morte me consternou de certa forma, tal o impacto das imagens e a forma como tudo aconteceu. E é na forma como a morte se deu que está, no meu ponto de vista, o cerne da questão. Féher morreu, analisando friamente o assunto, exercendo a sua profissão, profissão essa que tem um grande impacto em termos nacionais e mundiais e morreu trabalhando para uma instituição pela qual muitas pessoas sofrem todas as semanas. Só estas duas questões eram suficientes para diferenciar estas duas mortes. Mas parece-me também que a própria causa da morte, no caso de Féher, é claramente decisiva para todo o movimento que se gerou em torno da morte do jogador - morte natural e repentina, ou pelo menos um problema que não era detectável através de exames. Já no caso do Francisco Adam a sua morte aconteceu como acontece a muitos milhares de pessoas - na estrada. Não quero com isto dizer que foi menos grave, todas as mortes são graves e todas devem ser choradas, mas choradas pela família e pelos amigos de quem morreu. Não interessa agora se foi ou não culpado do acidente, se vinha em excesso de velocidade ou com alcoól no sangue, agora que tudo já passou e o pior é inevitável, não é necessário nem encontrar culpados nem desculpar nada. É preciso sim respeitar a dor que de quem sofreu tal perda e não tomar como nossa a dor dos outros...
Não quero com este post dizer que os seus fãns não devem homenagear o seu "Dino", mas na comparação de casos que fiz, não me parece haver nem uma ligação nem um acontecimento tão trágico que possa fazer com que volte a acontecer algo igual, um movimento quase nacional, como aconteceu com Féher. As minhas condulências a todas as pessoas que lhe eram mais próximas, rest in peace! E agradecia que as televisões não se aproveitassem tanto destas situações...faço uma pequena ideia de como se devem sentir os familiares ao verem que a morte do seu ente próximo é utilizada como puro objecto para ganhar audiências...é pena!

PS: Confesso também que pelo facto de nem sequer ver a série não podia sentir uma ligação tão forte à pessoa como sentem aqueles que todos os dias a acompanham. E claro, no caso de Féher, com o futebol e o desporto metidos ao barulho, está muito da minha vida!

Saudações Blogueiras

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 00:41


"What they did to me... What I am... Can't be undone!"


calendário

Abril 2006

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30