Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Malta - Day 0

por TM, em 15.01.14

E de repente, no início de um novo ano, aquele que menos encorajava os amigos e sair do país acaba por ir numa nova aventura, a caminho de Malta! 6 meses, dizem. Pelo menos para já.

Foi com sentimento de missão que assumi este desafio, que é acima de tudo um desafio a mim próprio, à minha capacidade de dar resposta a mais uma "dificuldade" e ultrapassá-la com sucesso. Afinal, não é preciso ganhar nenhum bola de ouro para sentir emoção quando olhamos para trás e sentimos que temos vindo a ser compensados pelos esforços do passado e do presente. Numa buscar, sempre, por mais e melhor!

Esta semana, que acabará no dia 0, o dia antes da partida, tem sido e continuará certamente a ser uma semana especialmente difícil. Isto porque nestas alturas é sempre difícil que o nosso pensamento não viaje até questões que nos deixam com muitas dúvidas, entre o certo e o errado, entre o bem e o mal.

Senti e tenho sentido um carinho enorme de muitas pessoas, umas que me são mais próximas, outras menos, mas cada uma à sua maneira soube ter um gesto, uma palavra, que me deixou satisfeito, nostálgico (e ainda nem fui...), já com saudades! Amigos que disseram presente ou que ainda vão dizer e claro, os amigos que também são colegas de trabalho e com quem passo tanto tempo do meu dia. Cada um, à sua maneira, tão essencial para o caminho que tenho percorrido, não só em termos laborais mas principalmente na vida!

É a esses que me custa mais dizer até já, ainda mais em relação aos que sinto que podem precisar mais de mim, como eu vou precisar deles. Porque tenho dois amigos que são irmãos longe e sei bem a falta que me fazem e que lhes faço! Efectivamente, nestas alturas pensar e deitar a cabeça na almofada não é uma boa ideia...

E claro, à minha família, pequena mas grande pela importância que os "poucos mas bons" têm! Principalmente dois deles, que espero que saibam a importância que têm e que é por eles que todos os dias me levanto para dar o meu melhor, seja no que for. Porque me ensinaram a ser assim e porque fizeram tudo o que podiam e não podiam, para eu ter todas as condições para triunfar. Tudo o que sou e que possa alcançar é mérito deles, porque muito do que sou, da minha identidade, é também uma imagem deles! E porque nunca lhes vou conseguir agradecer de outra forma que não seja ser um motivo de orgulho, dê por onde der...

Como tenho repetido, vou mas volto! Convicto que a minha vida, o que me faz feliz, está aqui! E é por todos vocês que, ainda no dia 0 desta nova aventura, só penso no dia de regressar! Até já...

 

"I'm whatever Gotham needs me to be."

- Bruce Wayne: "People are dying, Alfred. What would you have me do?"
- Alfred: "Endure, Master Wayne. Take it. They'll hate you for it. But that's the point of Batman, he can be the outcast. He can make the choice that no one else can make, the right choice."

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 17:27



"What they did to me... What I am... Can't be undone!"


calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031