Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


"Quem não se sente não é filho de boa gente..."

por TM, em 23.10.04
...é um provérbio português bastante antigo, mas serve na perfeição para descrever os acontecimentos passados durante esta semana e que me proponho a relatar aos leitores deste blog.
Tudo começou com aquilo que parecia ser apenas mais uma simples reunião de um conjunto de estudantes universitários que têm o objectivo de formar uma lista vencedora para a Associação de Estudantes. Mas uma renovada ordem de trabalhos para a reunião acabou por resultar naquilo que vos passo a contar.
Princípio da tarde, do dia 18 de Outubro de 2004, ou seja, à 5 dias. Alunos do curso de turismo e de RPP juntam-se no bar para uma reunião que tinha por principal objectivo limar as últimas arestas para preparar a reunião do dia seguinte com o responsável pelo INP. Mas novos dados foram introduzidos durante a reunião, pois os alunos de turismo propunham uma nova elieção para os cargos de maior importância, cargos esses que tinham sido definidos à cerca de 3 meses, mas que careciam ainda de confirmação por parte das pessoas que não se encontravam presentes. Convêm aqui realçar a atitude das pessoas de turismo, que tiveram a capacidade de assumir que não consideravam que alguns dos seus colegas de curso tivessem perfil para cargos de maior importância, só lhes ficou bem! A nova votação era justificada por eles devido a não terem percebido que, na última votação, aquilo para que se votou foi a presidência da mesa da assembleia e não a presidência da direcção, como eles pensavam.
Posto isto, todos os presentes concordaram em nova votação, todos excluíndo o meu amigo Tiago Antão, que até à data era o presidente da direcção.Alguns criticaram-no por não ter dito que não era a favor, mas penso que agiu bem. Afinal de contas, ele dizer que não concordava, só ia ao encontro de uma coisa, não queria perder a presidência e tinha medo de a perder. Fez, a meu ver, o que podia fazer naquela situação, eu teria feito o mesmo.
E na altura da votação, novos dados voltaram a surgir! As pessoas de turismo tinham encontrado outra pessoa que consideravam ter o perfil para Presidente da Direcção. Essa pessoa era eu! Não posso negar que fiquei contente por considerarem que era a pessoa ideal para o cargo, afinal sei quem sou e naquele momento pareceu-me que mais alguém o soube também. Mas nesse mesmo instante se ouviram ecos de que a minha pessoa não servia, e por incrível que pareça, ecos vindos de onde talvez ninguém esperassem, de RPP, ou seja da minha própria turma e "circulo de amigos"! Felizmente as pessoas só têm a importância que cada um lhes dá...
Perguntaram-me então se estava interessado em concorrer ao cargo...e recusei! Recusei, porque como disse na altura, apoiava de corpo e alma um candidato, que por várias razões, devia ser o escolhido. Recusei candidatar-me e apoiei desde logo o meu amigo Tiago Antão, a pessoa ideal para Presidente da Direcção, o cérebro de todo o projecto, a pessoa que domina toda a área e sabe aquilo que se deve fazer, trabalhador, empenhado, responsável e com o necessa´rio "amor" que tinha para colocar no projecto. Para além disso, tenho bem definidos os meus valores e príncipios, e a meu ver existem coisas mais importantes do que um cargo de destaque numa Associação de Estudantes, coisas como a amizade e a confiança...
A votação fez-se, a decisão tomou-se...5 votos para a nova presidente, Célia e 4 para o vice-presidente, Tiago Antão. Os votos são livres, cada um escolhe quem quer, mas o que é certo é que foi quase um votação impensável, pois sendo que RPP estava representado por 6 pessoas, turismo apenas por 3, e mesmo assim a sua representante saíu vencedora. Os meus parabéns e todas as felicidades para ela, é igualmente empenhada e é boa rapariga, esperemos que o resto venha por acréscimo...
Tudo isto criou um clima óbvio de mau estar! A reunião terminou, mas algo mais importante tinha começado. O que se veio a confirmar durante a noite. Tiago Antão decide abandonar o projecto, sente que não tiveram confiança nele e que o consideraram incompetente. Durante a noite foram feitos por possíveis para o demover da sua decisão, mas nada mais havia a fazer! Tivemos pois que retocar a lista, para poder estar de corpo e alma na reunião com o representante do INP. E lá estivemos, esperemos agora que se consiga levar o projecto a bom porto...
Mas convém no meio de tudo isto dizer que, mesmo não concordando com o abandono do Tiago, respeito a sua decisão, e mais do que respeitá-la, compreendo-a! Compreendo-a porque sei porque se sentiu "traído", porque nunca pensou que fossem "os seus" a dizerem-lhe "- Preferimos outro..."! Confesso que talvez não tivesse abandonado se fosse comigo, mas sem dúvida que me sentia mal, mal comigo próprio e mal com os meus colegas. Foi mais uma situação em que só a estupidez humana fez aquilo que ninguém pensava possível, trocar uma pessoa que num futuro próximo será provavelmente um ministro de qualidade no nosso país, apenas por considerar que haviam pessoas mais desenvoltas a falar...Convém resalvar que nunca vou sequer por em causa a qualidade da Presidente da Direcção e que terá sempre o meu apoio, assim as suas decisões não sejam por mim consideradas insenssatas!
Talvez no dia em que as pessoas perceberem o significado da frase "e pluribus unum" vão perceber que a união faz mesmo a força, e que mesmo sabendo o significado desta frase, só isso não chega, é preciso sentila, cá dentro, ou então o significado nunca será o mesmo...
Sei que mesmo tendo saído do projecto, ele nunca vai deixar de estar ligado a ele, é como um amor não correspondido mas que não termina de um dia para o outro! Sei que sempre nos ajudará no que for preciso, que votará em nós e que estará sempre pronto a apoiar-nos. São assim os amigos, são assim os Homens!

Saudações Académicas

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 15:06


1 Comentário

De Tiago Anto a 23.10.2004 às 16:43

Caro amigo,

Não posso deixar de ficar sensibilizado com este post. Não posso deixar também de te dar os parabéns pela isenção com que relataste os factos apesar de teres dado a tua opinião. Neste momento penso que mais importante do que saber quem é que teve razão, do que saber se a minha posição foi ou não a mais correcta, penso que devemos todos em conjunto olhar para o futuro.
Aproveito a ocasião para divulgar um episodio, no dia seguinte a ter tomado a decisão de abandonar a lista à AE falaram-me imediatamente em fazer uma nova lista. Perante alguma mágoa confesso que hesitei, não em fazer uma lista, mas em participar caso aparecesse alguém com essa iniciativa. Acabei rapidamente por perder essa ideia, porque no fundo eu acabaria por defender as ideias de uma lista em k participei, não faria sentido.
No entanto devo dizer que "há males que vêm por bem" e espero que pelo menos com a minha saída este grupo de alunos se torne mais coeso, mais forte e mais unido, e que a nova líder conssiga incutir um espírito de trabalho constante e de actividade.
Quanto ao post devo só fazer um reparo, não me parece k venha a ser Ministro num governo nacional, se o quizesse ser escolheria certamente outro partido político, que me desse mais garantias, luto simplesmente pro aquilo em que acredito. Um grande abraço a dois grandes amigos que o mostraram ser numa altura em que foi necessário. Ao Tiago Máximo pelo respeito e amizade que mostrou durante toda esta questão e Tiago Martins por todo o apoio que me deu. Aos meus criticos, fico contente por nao terem assumido uma posição de gente adulta, de me dizerem cara-a-cara que discordavam de mim e pq, só mostra que apesar de não saber falar conssegui impor-me mais do que eles, o que parece tê-los amedrontado...

Comentar Post



"What they did to me... What I am... Can't be undone!"


calendário

Outubro 2004

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31