Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


O que me vai na alma...

por TM, em 21.04.05
As eleições não me dão descanço. O psicológico posso bem com ele, o físico é chato mas aguenta-se, mas o confronto de personalidades parece ser o mais desgastante.
Quando aceitei ser o candidato a presidente pela minha lista, cargo ao qual já tinha rejeitado concorrer anteriormente, desde logo disse que aquilo que pretende-se teria que ser tido em conta de forma muito relevante. Mas as pessoas parecem querer fazer tudo à sua maneira, o que não me agrada.
A outra lista desde cedo tentou "comprar" votos com ofertas. Desde logo disse que não me parecia o mais correcto. Após o debate, a minha lista, e esta é a palavra correcta, borrou-se! E não percebo qual a razão...Mas afinal que queriam eles? Que os outros, por serem caloiros, se deixassem derrotar num simples debate só porque vinhamos trajados?
No fim do debate todos procuravam apoios e patrocínios para poderem igualmente dar coisas...MAS PRA QUÊ? Por amor de Deus...Será que só assim conseguem fazer política, dando coisas para comprar a opinião de cada um? Se ganharem as eleições vão sentir-se realizados sabendo que ganharam porque deram algo mais valioso do que a lista adversária? Eu não! Quero ganhar por ser melhor, quero ganhar por transparecer mais confiança e capacidade, por ser mais credível. Não quero porque ofereci coisas melhores. Não quero gnahar porque fiz um convívio e ofereci cafés e pedi à tuna para tocar. Porque se ganhar assim não vou ficar feliz, e porque se perder assim os restantes membros vão levar a maior chapada de luva branca que alguma vez já levaram.
Depois temos a enorme preocupação em falar com todos os cursos, mesmo que para isso seja preciso sair do Instituto a altas horas, passando por algum medo aqueles que vivem em zonas mais delicadas, o que nem é o meu caso. Mas porque? Isto é muito importante, estou a levar tudo muito a sério, como levo tudo em que me meto, mas será preciso levar isto até à exaustão? Ao quererem facilitar a vitória só estão a dificultar a própria derrota e a desanimar quem acredita que a política ainda pode ser bem feita.
Pensar em gastar dinheiro do nosso bolso só pra fazer um convívio para conquistar fotos é surreal...não temos um orçamento dado, saí do nosso bolso, do bolso de quem se esfola todos os dias para que eu tenha comer na mesa...não posso aceitar!
As coisas têem que mudar! Já no debate e perante um questão para a qual, declaradamente não tinhamos resposta, fui claramente desauturizado, ao dizer que não queria responder, e surgindo da minha lista uma resposta...pergunto se será isto normal? A questão posta não tinha resposta, havia uma irregularidade, e tentarmos justificá-la só nos faria cair no ridículo, pois por muito que argumentase-mos nada havia a fazer. Eu só defendo coisas nas quais acredito e onde sei que tenho razão. Não posso defender um airregularidade, mesmo que essa me prejudique. É a minha maneira de ser, e não vai mudar. Acredito muito na pessoa que sou, nos meus princípios e sei que o que faço é o mais correcto. Só queria que me explicassem o sabor de uma vitória conquistada a qualquer custo, mas oferecendo coisas, tentando dar a volta à cabeça das pessoas. Eu ainda acredito em credibilidade, confiança e prestígio. Mas falta saber se quem está errado sou eu...
Finalizo dizendo que acredito na vitória da minha lista. Sei igualmente que as pessoas que a constituem não fizeram tudo o que relatei por mal, é o medo de perder para quem eles julgam inferiores que os fez actuar assim, um sentimento de obrigação de ganhar. Eu respeito e muito o meu adversário. Mas quero ganhar. Agora não me peçam para fazer coisas irracionais para isso. No fim são os alunos que escolhem, e é neles que deposito toda a minha confiança, esperando que eles depositem a deles em mim!

PS: " As críticas não me abalam. Os elogios não me iludem. Sou o que sou e não o que dizem "

Saudações Presidenciais

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 22:59


5 Comentários

De Rui Costa a 22.04.2005 às 22:57

Mea culpa, mea culpa. A culpa em parte nem foi minha, que o comboio não parou na Parede, e assim não pude assistir ao debate das candidaturas. Queria ter visto, não só pra fustigar o Maximo, mas pra ter uma ideia da outra lista, embora o meu voto já esteja mais do que decidido. E ainda bem que não tenho de ser recenseado! LOL Epa, eu pessoalmente não gosto da competição directa. É bom porque puxa por nós, mas muitas vezes vê-se o adversário usar e argumentar factos que não são propriamente os mais justos para o momento, mostrando falta de respeito, falta de credibilidade e baixo-nível. Isso vê-se principalmente na política. Nisso concordo contigo: se é pra ganhar, ao menos que se ganhe de consciência tranquila, ciente que deste o teu melhor e foste justo para contigo e para os da tua lista, como também para os adversários. E vais ganhar, no que depender do meu voto! Abraço!

De Mariz a 22.04.2005 às 18:49

Ñ vou criticar.Até pq ñ sou realmente a melhor pessoa para o fazer, pelo simples facto q deixei de ser dedicado e de ajudar nas coisas da AE.Assim quero e espero que quem quer q seja eleito, trab em função dos alunos e do Instituto. Espero tb q a lista derrotada (seja a A ou a M) trab em conjunto c a lista eleita, para promover a união e o espirito universitário e académico.

De Tiago Anto a 22.04.2005 às 15:00

Este post vem confirmar a minha opinião. Esta lista tem um bom presidente e um conjunto de outras pessoas incompetentes, impreparadas, ilududas, e por vezes até mal formadas.
é muito fácil criticar os outros, akeles k vemos ao longe, que ñ compreendemos os tiks, mas na situação mais parecida que temos cometemos exactamente os mesmos erros ou ainda piores. Não compreendo que de um momento para o outro algumas pessoas tenham mudado o comportamento para com os outros apelando a uma simpatia e união artificial. Devo felicitar o Máximo por se ter mantido igual a si próprio, e pela coragem demonstrada em assumnir algo k não é fácil. Infelizmente nem todas as pessoas da lista se souberam manter iguais a si prioprias, e se perderem sei que a tendencia normal é para haver culpados. Ao Máximo desejo boa sorte, porque ele mereçe, e independentemente do resultado poderá continuar a contar comigo. À restante lista digo para crescerem um bokadinho mais. Ainda estou indeciso, mas provavelmente votarei em branco, por tudo o que aconteceu e pelo que tenho visto. Aos restantes colegas aviso que não se admirem se o comportamento de algumas pessoas no pós 28 de Abil de 2005 mudar.

De Nielsen Dry a 21.04.2005 às 23:31

Há q dar os parabéns antes de mais por teres tido a coragem em te xegares à frente e assumires a liderança desse projecto... e o resto é conversa! como diria XoDirector "critica barata" lolol desde que tenhas a consciencia tranquila para com as tuas atitudes e decisões... já pode dormir descançado! força na verga! abraço e VOTA A

De karina a 21.04.2005 às 23:02

ola =) dsclp la aki a publicidade...espero k n t importes..kero so dizer k abri um blog sobre o massacre ds animais k é http://diznao.blogs.sapo.pt e kero k as pexoas vejam cmo os animais sofrem ns maos d nos humanos ATENXAO S ES SENSIVEL E S T SENTIRES MAL CM AS IMAGENS K VOU POR E TEXTOS FEXA O SITE bjks***

Comentar Post



"What they did to me... What I am... Can't be undone!"


calendário

Abril 2005

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930