Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Human Behavior

por TM, em 05.03.13

Sou um apaixonado por tudo o que esteja relacionado com comportamento humano. Tentar perceber, a cada momento, o que leva alguém a tomar determinada decisão, a optar por um caminho e não por outro, o que influência essa tomada de decisão.

Várias situações vão acontecendo ao longo do dia que são exemplos práticos do quanto certas decisões são influenciadas pela nossa experiência, pelo "meio ambiente" que nos rodeia, por opiniões de pessoas que nos são importantes, etc.

Naturalmente, e tal como eu, ao longo da história muitas outras pessoas tiveram atracção por esta questão e dedicaram especial atenção ao estudo do comportamento humano. Algo que me parece merecedor de análise aprofundada e específica são os recentes comportamentos, de várias pessoas e de qualquer um dos lados, no que concerne às preferências clubísticas Barça x Real e de jogadores Messi x Ronaldo (agora já não, mas também de treinadores Guardiola x Mourinho). Digo isto não apenas em termos de análise sociológica mas essencialmente porque, e mesmo tendo em conta que estamos a falar de desporto onde normalmente são cometidas atitudes pouco racionais, o que se tem visto, na minha opinião, já ultrapassou à muito o limite do razoável e penso que culminou perto dos minuto 90 do último Real Madrid x Barcelona e prosseguiu posteriormente ao final do jogo, pelas várias análises e leituras que foram sendo efectuadas a esse lance em que Sérgio Ramos comete falta na grande área "blanca" sobre Adriano.

Infelizmente, no desporto e no futebol, será sempre difícil ter análises justas dos acontecimentos, principalmente ao nível da arbitragem. É um assunto que vai estar sempre na ordem do dia, até mesmo porque convêm como justificação para o insucesso. Ora, após esse lance de Sábado, vi muitos mais comentários do que pensei possível indicando que o lance não era passível de grande penalidade. Pior, vi serem escritas mentiras indicando que Adriano tinha simulado e que Sérgio Ramos tinha retirado a perna para evitar o contacto. É verdade de alguns lances são de difícil análise e por isso mesmo, permitem várias leituras. Mas este lance foi tão claro que não percebo como é possível existirem estas justificações...

Vejamos, penso que poucas pessoas ficaram chateadas com o facto deste lance não ter sido assinalado, excluindo claro os jogadores e adeptos do Barça. O título espanhol está praticamente garantido e não é esta derrota que o vai impedir. Mas vejamos nestas situações que o Real Madrid tem vencido, nos últimos confrontos, o Barcelona, e sejamos capazes de perceber o enorme ruído que acompanhava cada derrota do Real e o quase nulo ruído existente perante as agora derrotas do Barça.

Parece-me normal que cada um de nós, pela sua individualidade, possa preferir este clube ou aquele jogador. Já não me parece normal arranjar justificações inúteis para defender este ou aquele e principalmente, cegar de tal forma que não se consegue dizer de forma clara que, aquele lance no Bernabéu aos 90 minutos era penalty. Não significa que ia ser golo, podia não ser. Mas era penalty claro! O upgrade futebolístico do Barcelona nos últimos anos (agora aparentemente em crise) e a chegada de Mourinho a Madrid criou uma dicotomia de preferências e de atitudes de ódio contra uns e outros completamente incríveis e merecedores de especial análise. Não sei se algum dia voltaremos a ver tal coisa no Mundo do desporto e do futebol.

Tenho-me como uma pessoa muito justa e consciente neste tipo de situações. Considero que estou um pouco no meio desta guerra, apesar de preferir o Barcelona pela tal qualidade de jogo que apresenta desde que Guardiola assumiu o comando técnico da equipa e também porque acho Messi o melhor jogador do Mundo. Mas sou um grande fã de Mourinho e penso que Ronaldo é um jogador e um atleta tremendo! O meu clube chama-se Sport Lisboa e Benfica. Já gostei do Barça 1º e do Real depois, por Figo e por Raúl. Como do United, da Juve, do Chelsea. A preferência que fui tendo em relação a alguns clubes sempre foi baseada em algum jogador do qual me tornava fã: Roy Keane, Del Piero, Franck Lampard...

Deixo apenas um alerta perante aquilo que me parecer ser o maior controlo da mente relacionada com o futebol que alguma vez vi: os alemães ainda hoje se arrependem da propaganda enganosa em que se deixaram levar. Com a devida distância, que se tenha a necessária capacidade de pensar pela própria cabeça, sem deixar que alguém que nos pareça e que se venda como um iluminado nos engane e nos leva a defender e a acreditar em tudo aquilo que nos dizem. Que todos nós consigamos ver sempre os dois lados da moeda, sem deixar que alguém controle a nossa opinião e forma de pensar. Foi demasiado difícil aos nossos antepassados conquistar o direito a essa liberdade de expressão e de pensamento!

 

Saudações Desportivas

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 15:37



"What they did to me... What I am... Can't be undone!"


calendário

Março 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31